terça-feira, 10 de agosto de 2010

O silêncio do gueto


A “quebrada” está de luto. O programa Manos e Minas chegou ao fim.

A história veio a público com o jornalista Daniel Castro, do portal R7. Em seu blog, ele anunciou que a TV Cultura iria cortar programas e demitir até 1400 funcionários. O presidente da Fundação Padre Anchieta (FPA), João Sayad, responsável pela emissora, em entrevista ao Estadão tentou relativizar a situação, mas admitiu a extinção de atrações como Login, Vitrine e Manos e Minas.

Sayad disse que a ideia é racionalizar a TV Cultura. Em nota oficial, informou que a emissora perdeu audiência, qualidade e se tornou cara e ineficiente. Com isso, a TV pública do estado de São Paulo, se rende a lógica do mercado e deixa de investir em produções próprias. O presidente da FPA ainda comentou que vai manter aquilo que ele considera ser o espírito da emissora. Dessa afirmação, é possível concluir que Manos e Minas não faz parte dessa lista privilegiada.

Manos e Minas estreou em 2008 com a proposta de trazer a arte das ruas para TV. O programa reunia rap, dança de rua, Djs e grafiteiros num mesmo espaço, além de mostrar outras manifestações populares, com destaque para a cultura negra. O universo da periferia era retratado sob o olhar de quem vive na pele, sem glamour ou preconceito. A atração comandada pelo talentoso Max B.O. tinha um público cativo que ficou muito indignado com a postura autoritária de Sayad.

A TV Cultura já vem sofrendo há anos com esse processo de sucateamento. Uma emissora pública é um bem que deve servir a toda a sociedade e, por isso, precisa respeitar as diversidades. A extinção do programa Manos e Minas não é uma questão meramente programática, mas também simbólica. Ao privilegiar outras atrações, a direção da FPA avaliou que elas possuem melhor custo-benefício. A política de racionalização de Sayad menospreza o som que vem dos guetos e confirma a tese de que a periferia só é valorizada na TV quando serve de cenário para filmes ou novelas.

5 comentários:

Leandro Ferreira disse...

eu não tenho TV cultura...mas a ideia do programa é ótima, que pena que foi cancelado =/

http://leandroferreirao.blogspot.com/

AF STURT disse...

Estão privatizando TUDO,ATÉ SUA VIDA...

Ousar Lutar Ousar vencer!

Socialismo já!

AF STURT disse...

Temos que mobilizar e tentar reveter esse quadro.
Parabéns pelo blog!

Ygor disse...

o Login continua no ar =/

o q me preocupou é a intenção de parar de fazer produções próprias. a Tv cultura sempre foi referência em boas produções, muitas delas premiadas até no exterior (P.Ex. Castelo Ratimbum)

Michel Carvalho disse...

A mobilização deu certo. A direção confirmou o retorno do programa à grade de programação. Mais uma vitória do povo. Devemos continuar vigilantes!!!