terça-feira, 24 de agosto de 2010

O ser humano sob um olhar bem diferente


O público já foi às lágrimas com robôs bem humanos no cinema. Mas, e que tal um eletrodoméstico com a voz do Selton Mello? Reflexões de um liquidificador, de André Klotzel (Memórias Póstumas), é uma comédia que mistura o sarcasmo “tarantiniano” com o tempero brasileiro. Mais do que misturar ou moer, o utensílio narra a história e desempenha um papel central nessa trama maluca e muito divertida.
Tudo começa quando Elvira (Ana Lúcia Torre) decide comunicar o desaparecimento de seu marido, Onofre (Germano Haiut), à polícia. O investigador Fuinha (Aramis Trindade), um cara muito estranho, suspeita que o sumiço trata-se de um assassinato. Elvira, então, fica transtornada diante dessa hipótese. O único que pode lhe ajudar é o liquidificador, que se torna seu confidente e cúmplice.
Mas o liquidificador já foi um utensílio normal.  Anos atrás, era usado para fazer sucos e vitaminas na lanchonete do casal, até que um dia ele pifou. Quando ganhou uma nova hélice, bem maior e mais cortante, o eletrodoméstico, como num passe de mágico, recebe consciência e passa a analisar as contradições da alma humana, fazendo analogias com os objetos.
A grande estrela do filme é Ana Lúcia Torre que está espetacular no papel de uma dona-de-casa aparentemente acima de qualquer suspeita. Selton Mello é bom até quando não aparece.  Sua narração personifica o eletrodoméstico, algo difícil de concretizar. Reflexões de um liquidificador ainda tem no elenco Fabiula Nascimento, que vive Milena, a vizinha assanhada de Elvira; Marcos Cesana, interpretando um carteiro muito mexeriqueiro e Gorete Milagres, como a enfermeira Teresa, pivô de um escândalo na trama.
O filme de Klotzel é uma grata surpresa, que faz rir e, porque não, pensar. No entanto, faltou um pouco de Tarantino no final, algo mais maluco como a própria história em si. Exibido por enquanto somente em uma sala (Espaço Unibanco Augusta), Reflexões de um liquidificador tem tudo para agradar os fãs de comédias inteligentes. Outro destaque é a trilha sonora “chiclete” que fica na cabeça do público mesmo depois de algumas horas.

video

8 comentários:

AF STURT disse...

Parece ser um bom filme.Sabes se tem o trailler?
Quando achar pretendo ver,ate por que se depender do cinema(telão) posso esquecer mesmo!

Michel Carvalho disse...

O trailer já foi adicionado à postagem. Confira, é hilário!!!

Abs

Insanium Delirium disse...

nossa, deve ser demais esse filme!!!que coisa doida!!!e riativa, um liquidificador??rsrs
gostei do blog, vou seguir
se quiser, conheça o meu e comenta la http://artegrotesca.blogspot.com

VAI NA FE QUE DA! disse...

Muito bacana o seu blog! Parabéns super legal..

Luísa Olimack disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzy Carvalho disse...

opaa! se tem um toque a la´Tarantino, entao vale a pena dar uma olhada :D

Nivaldo Dias disse...

Pelo trailer, realmente, parece um filme que tem algo a acrescentar.
A propaganda, Michel, também faz ter vontade de assisti-lo..rs
Muito bom o blog!

Marco Túlio disse...

Galera, aqui está o link do meu blog,
o verdadeiro humor xD
http://le-isso.blogspot.com/
Espero que entrem, vale muito à pena,
Se gostarem, comentem e me sigam,
Vai ajudar muito o blog,
VLW
FLWS!