segunda-feira, 20 de abril de 2009

Por que tanta gente quer ser jornalista?

Por Ricardo Kotscho
-
Faz muitos anos que os cursos de comunicação social que formam jornalistas são os mais cobiçados nos exames vestibulares. Faculdades de jornalismo pipocam por todo país, são centenas por toda parte.

Por isso, eu me pergunto: por que tanta gente quer ser jornalista, exatamente neste momento em que se anuncia a morte dos jornais e a nossa profissão é tão criticada pelo conjunto da sociedade?

Além disso, estamos prestes a ter uma decisão do Supremo Tribunal Federal, provavelmente acabando com a obrigatoriedade do diploma, o que, na prática, significa que qualquer um poderá ser jornalista, como já vem acontecendo.
Leia na íntegra:
***
Simplesmente por status ou pelo sonho de mudar o mundo?
Alguém arrisca um palpite?

3 comentários:

Anônimo disse...

Não generalizando mas a maioria é por status...

Anônimo disse...

Por que tanta gente quer ser comerciante?
Por que tanta gente quer ser programador de computadores?

Em geral, todos precisam de um emprego e procuram aquilo que, por algum motivo, pensam que tem aptidão.

Não considero que jornalismo tenha grande status, isso é mais próprio para os que escolhem a faculdade de direito e medicina que, por algum motivo, carregam mais esse status do que qualquer outra profissão.

Mas em relação à obrigatoriedade de diploma, isso não seria apenas mais uma exigência excludente?

MÍDIA CIDADÃ disse...

Caro anônino,

Você pode até considerar que o jornalistas não tenham grande status, mas eles ainda são muito bajulados, principalmente por políticos, empresários e artistas que querem ver seu nome ou sua marca associados à matérias positivas na mídia. Isso, digamos, dá um certo poder. É aí que mora o perigo. O profissional que trabalha com a formação da opinião pública deve ter uma base sólida, tanto técnica quanto humana. A formação do jornalista não é uma questão meramente de ter ou não o diploma, mas envolve muito mais a questão da responsabilidade.